Sábado, 15 de Janeiro de 2011

Odeio-te?

 

Odeio-te...
odeio-te porque te conheci,
odeio-te por causa do teu sorriso,
odeio-te pela maneira como me olhas,
odeio-te por um dia teres pensado em mim,
odeio-te por saberes que eu penso em ti,
odeio-te por acreditar nas tuas palavras,
odeio-te por saber que não te consigo esquecer,
odeio-te por saber que preciso de ti,
odeio-te por saber que não consigo viver sem ti..
Odeio-te porque um dia ficaste chateado, ao perguntares de quem eu gostava mais, de ti ou da minha vida, eu ter respondido quer era da minha vida e não me deste oportunidade para te dizer que a minha vida és tu...

Sim... Odeio-te! Mas porque te amo... Amo-te da forma mais pura e sublime que alguma vez conheci. Amo-te para lá do prazer da carne, para lá de todo o entendimento humano. Amo-te por aquilo que és e por aquilo que sempre foste. Amo cada gesto, cada palavra e cada expressão. Mesmo ausente, sinto a tua presença, ouço a tua voz... Cada vez mais perfeito...
És tudo e nada, és alma danada largada ao vento, que por mais que se ausente terei sempre presente...

 

 

Nao compreendo a nossa relação !

Nao sei se é amor ou se é odio !

Só sei que enquanto discutimos só me apetece beijar-te .

Não sei porquê! Mas só tua a tua presença irrita-me, mas ao mesmo tempo quero estar contigo !

 

 

 

 

A Sara sente-se: Confusa
tags: ,
1 comentário:
De Morgen a 15 de Janeiro de 2011 às 16:54
Daí dizerem que o amor e o ódio estão tão próximos mas aposto que é amor :)
Gostei do post
beijinho

Comenta lá meu amor :)